Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

La Bohemie

To plant a garden is to believe in tomorrow.

Uma das coisas que mais gosto em casa de senhora minha Mãe são as flores. Não há uma única varanda sem vasos, não existe uma jarra sem arranjos e no jardim florescem incontáveis espécies botânicas. Vivi nove anos numa quinta e as memórias que melhor guardo são precisamente passadas no campo a apanhar flores. Depois mudei-me para uma vivenda mas a minha Mãe fez questão de ter o seu imenso jardim e a cada ano está mais bonito. Sempre que lá vou mostra-me orgulhamente os morangos que nasceram, as sicas que cresceram, as roseiras que floriram. As minhas flores preferidas são os jarros, a minha Mãe prefere as rosas pretas, mas todos os meses há espécies novas, cores diferentes, cheiros distintos.

Agora também eu vivo numa casa com jardim e, apesar de não se comparar com o da minha Mãe, começo a perceber o fascínio de passar horas de volta da terra a cuidar das plantas. Agora também eu ligo à minha Mãe orgulhosa por terem nascido as primeiras tulipas semeadas por mim ou por rebentarem as roseiras. Agora também eu espero ansiosa que florescam novas estrelícias, que os jarros estejam bonitos ou que a pequena Matilde não me dê cabo dos canteiros. Uma casa com flores é um lar com alma. E eu adoro flores.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Beijinhos, La Bohemie.

 

1 comentário

comentar post