Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

La Bohemie

Super dias de Bock.

Melhor do que ter um festival urbano tão perto de casa, só mesmo um festival com uma das vistas que eu mais gosto. Nas primeiras horas estranhei tudo no Super Bock Super Rock. Estava habituada ao conceito de festival ao ar livre no meio campo; de ver as pessoas de calções de praia e chinelos; de maquilhar a cara com aquele pó insuportável; de me sentar na relva e ouvir música. De repente deparo-me com arquitectura contemporânea por todo o lado, concertos ao ar livre e concertos dentro de um pavilhão gigante, escuro e abafado. Foi estranho, mas eu gosto de coisas estranhas, e para mim a ideia do SBSR regressar à cidade está bem pensada e organizada. Depois tudo o resto compensou: as minhas pessoas, os melhores concertos da minha vida, as músicas na primeira fila, o encontro com artistas, o convívio com colegas, os jantares à pressa, a correria de palco em palco, as cervejas a 0,50 cêntimos, aqueles minutos de descanso na sala de imprensa que me sabiam pela vida, a simpatia dos seguranças, os sofás da zona VIP. As pessoas gostam muito de apontar o dedo e criticar, eu gosto de olhar para as coisas boas da vida e agradecer. Agradecer muito pela vidinha que tenho. Uma vez mais, obrigada a todos os que me apoiam e acompanham. Em Agosto há mais. 

 

 

Dia 1 - Perfumes, Vacinas e Sting em dia – O primeiro dia do SBSR

IMG_20150716_181016.jpg

 

 

 

Dia 2 - Blur, os vendedores de gelados – segundo dia do Super Bock Super Rock

IMG_20150717_175848.jpg

 

 

 

Dia 3 - “Os dias de cão acabaram” – O último dia do SBSR

IMG_20150718_172842.jpg

 

 

 

Sigam também todas as notícias na Buzz TV que os tipos são bons no que fazem. 

 

11694929_668921179908536_8224945249171221505_n.jpg

 

 Beijinhos, La Bohemie.