Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

La Bohemie

Os Mosqueteiros.

Se no ano passado nos tivessem filmado entre os meses de Maio e Julho, teríamos neste momento um Reallity Show chamado «Na tua casa ou na minha?». Tudo começou no Rock in Rio, depois veio o Mundial, o aniversário do André, os Santos Populares, o aniversário da Carina - que depois de quatro dias, acabou connosco a chorar baba e ranho no cinema. Gajas! Amigos de uns e amigos de outros juntavam-se ora em minha casa, ora na casa delas. Lema de vida: Festa! Grito de guerra: «Um por todos e todos por um». Éramos uma espécie de mosqueteiros, e mosqueteiros ficámos. Elas são inseparáveis, eu estou sempre a discutir com o André, por isso temos tudo para sermos o quarteto perfeito. E como é que nos tornámos os mosqueteiros? Fácil. Eu queria comer caracóis. Fui ter com eles ao Rato para comer caracóis. Não encontrámos caracóis. Eu fiz uma birra descomunal porque queria comer caracóis. Acabámos por jantar em Campo de Ourique a coisa que mais abomino na vida - hambúrguer. Encontrei uma nota de cinco euros no chão. E como ainda estava a pensar nos caracóis, acabei por gastá-la na coisa que mais idolatro na vida - gomas. Voltámos ao Rato e, com umas gomas em forma de espada, fizemos o juramento dos Mosqueteiros. Fim. Sim, as minhas conclusões surgem do nada e as minhas birras curam-se com gomas. Crianças!

É tudo muito giro e fofinho, mas eu não sei o que detesto mais: se o Carnaval, se o Dia dos Namorados, se ambos na mesma altura. E a tomar antibiótico, senhores! Por isso, nada como passar o Dia dos Namorados com os meus Mosqueteiros mascarada de abóbora. Sim, eu sentia-me como uma abóbora pronta a rebentar em noite de Halloween. Mas como diz o nosso grito de guerra: «Um por Todos e Todos por Um». Para a próxima quero um Carnaval com gomas!

3.jpg

4.jpg

6.jpg

5.jpg

 

2.jpg

7.jpg

8.jpg

9.jpg

 

 Beijinhos, La Bohemie.