Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

La Bohemie

Lost In.

- Estive a ver o suplemento da revista Sábado sobre as esplanadas escondidas em Lisboa, e gostava muito de conhecer e almoçar no Lost In. Aquilo tem mesmo a minha cara.

 

- Pois tem, mas tu já conheces porque eu já te levei lá.

 

- Eu nunca fui ao Lost In, é impossível, eu ter-me-ia lembrado.

 

- Mafalda, eu tenho a certeza absoluta que já te levei ao Lost In. Até fomos lá por causa da vista.

 

- É impossível ter ido ao Lost In e não me lembrar, levaste outra qualquer e agora achas que fui eu. Assim que abri a revista vi que nos faltava conhecer o Lost In e o La Paparrucha.

 

- Podemos lá ir, mas tenho a certeza absoluta que te levei àquela zona.

 

- Não sei, nem faço ideia de onde fica. Além disso, eu lembrar-me-ia daquelas cadeiras e candelabros com cores.

 

Saímos do Monumental, descemos a Av. Casal Ribeiro, contornámos o Largo Dona Estefânia, percorremos a Rua Pascoal de Melo, atravessámos o Jardim Constantino, entrámos no carro e estacionámos no Jardim Príncipe Real. Tudo normal. Meio atrapalhada, meio tosca, sigo-lhe as pisadas como se nunca tivesse estado naquela zona, caminhamos pela Rua Dom Pedro e dobramos na passagem à esquerda.

 

- Oh, é aqui? Claro que já estivemos aqui, por favor. Este é aquele lugar que tem aquela vista espectacular. Lembro-me tão bem de termos estado aqui.

 

- Eu disse que tinha a certeza absoluta que já te tinha trazido aqui.

 

E é assim, sou casmurra como os burros e acho sempre que nunca conheço nada, que nunca visito nada, que nunca estive em lado algum. Começo a achar que sou mesmo daquelas pessoas que descobre os lugares enquanto passeia, mas só lhes dá atenção quando vem nas revistas, que tristeza. Continuei sem me lembrar de estar efectivamente dentro do Lost In, mas quanto ao largo com uma das vistas mais bonitas sobre a minha cidade, não há dúvida, lembro-me muito bem de o conhecer.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Beijinhos, La Bohemie.

1 comentário

comentar post