Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

La Bohemie

As telepatias da minha Mãe.

Desconfio que a minha Mãe, além de ser a melhor mãe/pai desta vida e da outra, tem uma qualquer ligação telepática comigo e liga-me sempre, mas sempre, nos momentos em que eu estou a chorar. É inacreditável. Mas tudo está bem, quando acaba ainda melhor.

 

- Oh filha, desculpe só ligar agora, mas estive a trabalhar. Vou amanhã para Lisboa, mas como não consegui desmarcar as consultas da manhã, só consigo ir à tarde.

 

- E a que horas chega?

 

- Por volta das cinco horas, espero. Que se passa, porque está a chorar?

 

- Nada, ando exausta. Já não tenho caixas e falta-me encaixotar toda a cozinha e o quarto-de-banho. Ainda nem desmontei as camas. Estive à bocado a retirar as prateleiras e arranquei bocados de parede... está tudo a correr mal!

 

- Calma, Mafalda Sofia. Eu levo as caixas que tenho aqui em casa, levo jornais e malas e assim que chegar aí, começo a arrumar tudo o que falta. Se não conseguirmos fazer a mudança no Domingo, fazemos Segunda.

 

- Segunda? Então não era para mudar já amanhã? Hoje fui outra vez à casa da Portela buscar umas caixas que lá tenho e feita idiota esqueci-me das chaves da arrecadação em casa, depois não conseguia voltar, andei às voltas num trânsito infernal. Tenho de lá voltar amanhã, mas se a Mãe chega às cinco... já não percebo nada disto!

 

- Mafalda, o senhorio está de férias, não atende as chamadas nem responde às mensagens. A sua irmã nem consegue falar com ele e não vou ser eu a ralar-me com isso. A casa não é minha e não sou eu que moro aí. Se não conseguirmos tratar de tudo este fim-de-semana, o seu irmão vai aí ajudá-la para a semana... 

 

- Bem, ok. Amanhã logo se vê.

 

- Fazemos assim, eu amanhã arrumo o que falta. A menina combine jantar com os seus amigos e vão para os copos que eu trato de tudo. Agora vá jantar e espairecer a cabeça.

 

- Trata de tudo? A Mãe vem mas é connosco para os copos, ora..

 

P.S - Repetir 99 vezes: Arrendar a próxima casa durante pelo menos 7 anos.


Beijinhos, La Bohemie.