Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

La Bohemie

2014, be kind to me.

Cama, mesa e roupa lavada. Acaba-se um ano, começa-se outro. Os anos mudam e nós mudamos com eles. Brindamos, festejamos, prometemos este mundo e o outro como se os brindes e o fogo de artifício fossem mudar as nossas vidas, mas somos nós que temos de mudá-las. Somos nós que temos de mudar, somos nós que devemos ser mais e melhores. Para quem abomina números pares, não há nada mais aterrorizador do que saber-me em 2014 com 24 anos. Acreditem, ando há dez dias com este nó no estômago, ando insuportável, verdade seja dita. Há dez dias que tenho dito a minha dose de loucura, de trabalho, de febre e constipação, de euforia e depressão, de jantares, de mimos, de filmes, de leituras, de mais trabalho, de tosse, de cansaço, de poucas horas dormidas, de ronha, de surpresas, doces e amor.  Ando há dez dias a pensar como sou tão feliz. E como é suposto culpabilizar os números pares, deixo dois beijos a quem me tem feito tanto bem. 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Beijinhos, La Bohemie.