Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

La Bohemie

O Vison da minha Mãe.

- Mãe, não me quer emprestar o seu Vison só por uns dias?

- Credo, filha, onde já se viu um fedelho da sua idade andar com um casaco desses?

- Mas eu preciso tanto de um casaco de pêlo e estou farta dos meus.

- Se quiser, empresto-lhe o casaco de pele de coelho ou o de raposa. Também tenho um de carneiro...

- Que horror, Mãe. Acha mesmo que vou andar com um casaco desses? Vou sentir o peso de terem morto esses bichos inofensivos.

- Eu sou monárquica, Mafalda Sofia. Não tenho de levar com esses seus melodramatismos. Quando tinha a sua idade caçava veados e javalis...

- Coitadinhos... é por matarem veados que o Bambi fica sozinho no filme.

- Não diga disparates, eu sempre cacei em zonas autorizadas e sou a favor da sustentabilidade humana. É por causa dessa história de agora não se poder matar os javalis que os agricultores, que vivem disso, estão sem saber o que fazer à vida. E o perú que come no Natal? E o cabrito que come na Páscoa? Também tem pena deles? São os meus pacientes que os criam, matam, e depois oferecem em forma de gratidão... pensa nisso quando está a comê-los? Eles pensam, porque se não os venderem, não têm dinheiro para comer como a menina.

- Voltanto à sustentabilidade humana... não me quer emprestar o seu Vison?

 

Beijinhos, La Bohemie.