Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

La Bohemie

Estoril Mandarim.

Eu sei que não gostas de restaurantes chiques, mas um dia vou levar-te ali ao Mandarim, disse-me duas vezes. À terceira foi de vez. Foi no domingo. O restaurante Estoril Mandarim tem a fama de ser de luxo e o mais caro. E é verdade, mas também é o único restaurante que pretende trazer para Portugal a alta cozinha da região de Kuangtung, sendo muito famoso o seu pato à Pequim. Mas vamos por partes. Estamos no Estoril, uma zona cara e elitista e tem todo o sentido que os restaurantes façam jus à zona onde estão localizados.

O Mandarim é de luxo, o ambiente é requintado a rigor e o serviço atencioso, mas os verdadeiros conhecedores da culinária chinesa sabem que lhes será apresentada a genuína gastronomia da região de Guangdong com elevada qualidade de confecção e uma verdadeira lição de leveza e respeito pelo equilíbrio entre os sabores dos alimentosApesar dos preços rondarem os 35 euros por pessoa, por entre uma carta com mais de uma centena de pratos, podem escolher-se iguarias desde os 10 euros. Sim, há sopas a 4 euros e há sopas a 79 euros (Sopa de Barbatana de Tubarão), mas quando entramos neste restaurante o dinheiro pouco importa, o serviço é de primeira qualidade e podemos optar por escolher uma das salas privadas, com atendimento especial num ambiente taylor made. Ao almoço, o Dim Sum é uma óptima opção, e acredito que concorrida, pois consiste num menu de degustação que compomos a partir de uma vasta selecção de iguarias acompanhadas de chá Monkey Peak, por exemplo, por apenas 20 euros.

No Verão, eles têm ali fora a esplanada e eu costumo passar uma tarde inteira a beber um vinho bem gelado enquanto apanho sol, contou-me. Gelado estava o tempo lá fora, mas lá dentro o ambiente era acolhedor, romântico e silencioso. A vista debruça-se sobre os jardins do Casino Estoril e transporta-nos para uma plenitude imensa, como eu gosto.

Olha para a sujidade que fizemos na toalha, rematou no final. Sorri, não lhe disse nada, mas na China é interpretado como um sinal de satisfação, por isso não se esqueçam de deixar uma nódoa bem visível na toalha. «No final de cada refeição, não há alvura que sobreviva sobre as mesas do Estoril Mandarim».



 

Bolinhos de sésamo

Crepes à cantonês

Gambas agri-doce

Carne de vaca com cebolinho

Arroz chau-chau com ananás e marisco


Informações:


Morada: Praça José Teodoro dos Santos Casino do Estoril, 2765 237 ESTORIL 

Telefone: 214667270 Fax: 214689600

 

Beijinhos, La Bohemie.