Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

La Bohemie

Sapatos estragados, coração despedaçado.

Se há coisa que me deixa completamente destroçada é estragar sapatos. Há quem ache que são só uns sapatos, essas aberrações que se deitam fora e compram-se outras, mas para mim os sapatos são tudo. São uma espécie de identidade. Fosse eu rica e comprava cada par de sapatos em duplicado, uns para usar, outros para guardar numa estante e contemplá-los sempre que chegasse a casa. Sim, todas nós compramos sapatos só por gostarmos deles, mesmo que saibamos que não os vamos usar. E sim, muitas de nós compramos verdadeiras relíquias que servem apenas para decorar a casa porque gostamos tanto deles, que temos medo de fazer um mísero risco no salto. Quando tiver uns Louboutin acho que até vou mandar desenhar uma caixa de vidro para os guardar.

Ontem à noite estraguei uns sapatos. Tudo à nossa volta ficou um verdadeiro caos, mas eu preocupei-me com os meus sapatos. O chão molhado e eu sequei os meus sapatos. A mesa numa verdadeira nojice e eu limpei os meus sapatos. Fiquei mesmo triste e só quando cheguei a casa é que tive um verdadeiro ataque de nervos. Fiquei com os sapatos cobertos de cera de vela derretida e estão manchados. Manchados, estragados e com um ar de quem foi lutar na Batalha de Aljubarrota e ficou sem duas pernas. Estão um verdadeiro nojo e eu estou danada. Danada! Eu sei, são só uns sapatos, mas são os meus sapatos e não há nada pior do que estragar o que é nosso. Um pouco como magoarmos alguém de quem gostamos muito. E ontem consegui estragar um pouco de tudo. Digam-me que há sapateiros que reparam sapatos e médicos que consertam corações. Há, não há? Vou voltar a ter os meus sapatos com ar de quem está feliz e voltou da guerra vitorioso, não vou?

 

 

Beijinhos, La Bohemie.

 

1 comentário

comentar post