Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

La Bohemie

De A a Z.

Muitas são as palavras que começam com a letra A, mas à medida que soletramos o alfabeto tornam-se escassas, complicadas ou incompreendidas até chegarmos à letra Z. Confesso que não conheço muitas palavras que comecem com esta última letra, um pouco esquecida em conversas soltas e curriqueiras. Podia lembrar-me que sou actriz e que começa por A e termina em Z, mas tonar-se-ia óbvio demais. E por isso é que nada me dá mais prazer do que acordar bem cedo, atravessar a ponte e sair do caos de Lisboa. Para onde? De A a Z, simplesmente ir para o Alentejo montar o Zacatraz. Acreditem que a viagem demora menos tempo do que as caóticas filas do IC 19. Évora está mais verde e o campo mais fresco. Os animais estão mais calmos, os morangos mais maduros e o céu... esse continua azul e cada vez maior. E é no Alentejo que apanho damascos, como amoras, vejo as cabras a lutar e os veados a namorar. E é no Alentejo que mato saudades do campo e admiro os cavalos a galopar. Porque é no Alentejo que busco a paz, encontro o prazer e o silêncio para escrever. Porque  de A a Z, é para o Alentejo que gosto de "zarpar".

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 Beijinhos, La Bohemie.

8 comentários

comentar post