Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

La Bohemie

Do sul ao nordeste.

Como é que é possível teres nascido em Lisboa, vivido no Algarve e teres sotaque do Norte?, questionam-me muitas vezes. Mas eu não sei explicar, nem me interessa explicar. Interessa-me estar e saber para onde vou. Levei muitos anos a achar que nunca seria feliz em terras algarvias, mas é de lá que guardo as melhores memórias. Achei durante muitos anos que nunca gostaria do Norte e é de lá que guardo as melhores pessoas. Lisboa é e será sempre a minha casa, a terra que me viu nascer, as minhas mais humildes origens, mas é também o centro de duas pontas que me completam, incentivam e realizam. Porque sem um centro não se procura o Sul, nem se encontra o Norte.


«Vou de Lisboa a S. Bento,

Trago o teu mundo por dentro
No lenço que tu me deste.»


Oeiras


  CoolJazz - Ana Moura


 

 

 

Porto


São Bento


 

Campanhã

 

 

 

 

 

 

 

Mao Maria

 

Rua Miguel Bombarda

 

Rota do Chá

 

 

 

 

 

Gokobe

 

 

 

 

 

Boavista



 

 

 

Galerias Paris

 

 

 

Lado B




Plano B





«Vou do Algarve ao Nordeste,
Trago o teu beijo bordado,
Sou um Comboio de Fado
Levo um Amor encantado,
Sou um Comboio de gente.»


Algarve


Alvor

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Nordeste


Miranda do Douro

 

















«Desço do Porto ao Rossio,
Levo o abraço do rio,
Douro amante do Tejo,
Nos ecos dum realejo,
Chora minha guitarra,
Trazes-me a Paz da cigarra,
Num desencontro encontrado,
Sou um Comboio de Fado.»



Beijinhos, La Bohemie.