Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

La Bohemie

Eu tenho uma fã!

Márcia - Tu conheces a Sara?

Mafalda - A Sara? Qual Sara?

Márcia - A Sara Rodrigues. Esta.

Mafalda - Ah, não a conheço, mas ela segue-me no Instagram. Porquê?

Márcia - É a minha melhor amiga. E enviou-me esta mensagem.

Mafalda - Estás a gozar... eu não acredito!

 

 

Mafalda - Opahhh, que amorosa.

Márcia - Ela também é de Miranda do Douro, mas vive no Porto.

Mafalda - Tenho de a seguir no Instagram. Eu sou uma taralhoca nas redes sociais.

Márcia - Ela não tem Twitter, mas adora o teu blog. Ela também tem um e costuma ir àqueles encontros de bloggers no Porto.

Mafalda - Olha, e elas que estão fartas de me enviar mensagens no Facebook para eu ir e nunca consigo arranjar um fim-de-semana compatível...

 

 

Márcia - Vou-lhe ligar e falas com ela.

 

E falámos e eu fiquei muito envergonhada com tamanha casualidade. A Sara só dizia «Tu não estás a perceber» e agora sou eu quem escrevo «Vocês não estão a perceber» mas como diria a nossa Filipa de Lima, eu explico: Eu e a Márcia não nos conhecíamos pessoalmente, eramos apenas seguidoras uma da outra no Twitter e combinámos passear por Lisboa no Domingo passado. Naturalmente, as conversas iniciais basearam-se em sabermos de onde eramos, o que fazíamos e que seguidores do Twitter conhecíamos em comum. Isto ainda é muito estranho para algumas pessoas, mas para nós não é. Nós publicamos abertamente os nossos caprichos diários no Twitter, carregamos fotos no Instagram, postamos ideias e pensamentos no Facebook e eu escrevo todos os dias aqui no blog histórias e situações sobre a minha vida, portanto quem me lê devotamente, acaba por conhecer tudo aquilo que eu dou a conhecer. É assim que funciona e é com isso que aprendemos a lidar, até porque acabamos por ter os mesmos seguidores em todas as redes sociais. Com o tempo, marcamos encontros com pessoas das redes sociais. A sério, já tive festas organizadas só para seguidores do Twitter, já fui ver jogos do Benfica com seguidores benfiquistas, já fiz viagens para me encontrar com seguidores das redes, já fui a manifestações com grupos do Twitter, fiz qjantares cá em casa, férias no Algarve e tantas outras coisas. Hoje em dia até é bastante comum perguntarmos a alguém que conhecemos através de alguém «Também tens Twitter?» Foi o que aconteceu com a Márcia, aconteceu comigo e aconteceu com a Joana que também veio do norte com esse fim.

Assim que partilhámos uma fotografia juntas, várias pessoas notaram o facto de nos conhecermos e fizeram os mais variados comentários; pessoas que eu conheci pessoalmente e a Márcia queria saber como eram, pessoas que são amigos da Márcia e eu quis saber como são. Existe sempre essa curiosidade, tendo em conta que para nós não passam de simples avatares. Mas como já referi, é-nos natural, hoje em dia, é-nos natural.

O que não foi natural para mim foi ter aparecido uma fã minha que nada mais é do que a melhor amiga da Márcia. Acho que nunca tive uma fã, uma fã a sério, daquelas que não nos conhecem pessoalmente mas que nos idolatram, que nos seguem afincadamente, que nos lêem religiosamente. E depois de tantos advérbios de modo, eu tenho uma fã e isso deixou-me muito feliz, porque é uma fã amiga de uma amiga, é uma fã genuína que gosta de mim mesmo sem me conhecer, é uma fã que falou comigo ao telefone e convidou-me para ir ter com ela ao Porto, é uma fã que foi amorosa e é uma fã que me proporcionou uma enorme coincidência e fez com que eu tivesse mais uma história para partilhar convosco. Vocês não estão a perceber, mas eu tenho uma fã!  

 

 

E pronto, Sara, estás mesmo no La Bohemie e este post é para ti. 

 

Beijinhos, La Bohemie.

2 comentários

comentar post