Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

La Bohemie

Pancadas.

Já passava da meia-noite quando a minha Mãe lembrou-se de me ligar para dizer «O Manzarra e a Jéssica terminaram o namoro. Li hoje numa revista» Disse isto com tanta euforia e felicidade que até fiquei com pena deles.

 

 

Pois é, Mãe, eu passo a explicar:

 

- Eu achava o Manzarra um piadão lá para o ano 2007 ou 2008, era uma criancinha, ainda via o Curto Circuito, o rapaz era bem giro e fazia rir a malta. Ora, fazendo as contas, foi precisamente nesta altura que conheci o Marcelo que é assim uma segunda versão do Manzarra e a fasquia ficou alta. Na mesma altura entrei na Católica e todos os meus veteranos tinham sido colegas do João M., falavam dele, estavam com ele e para mim era a loucura, claro está. Mas isto foi há muito tempo, o rapaz tornou-se demasiado conhecido, demasiado snob, demasiado qualquer coisa que não me agradava na televisão. Até ao dia em que tive o azar de passar o Carnaval com os amigos e o irmão no Rio de Janeiro e ser apanhada pelo próprio a falar mal, coitadinho. Ainda deve lá estar na calçada de Copacabana o buraco onde me enfiei. Acontece que o Marcelo também teve assim uma grande pancada pela Jéssica, gira nas horas e um amor de pessoa, e sempre que eu falava do Manzarra, ele usava a arma de ter conhecido a miúda dele no Rock In Rio de 1983 e que estava sozinha e com frio e bla bla bla wiskas saquetas. Tudo isto era muito giro na altura em que o Marcelo fazia-me rir como o Manzarra, na altura em que eu imitava a Lurdinhas do Ídolos e ficávamos horas a rir como se não houvesse amanhã. Tudo isto era muito giro quando eu ainda namorava com o Marcelo e picava-o dizendo que um dia trocava-o pelo João. Agora já não tem piada, já não faz rir, já não dá sequer vontade de ver o homem aos Domingos à noite, vestido de pinguim a ler um teleponto. Por isso, Mãe, quando descobrir que o Javier Bardem ou o Bradley Cooper estão solteiros ligue-me, nem que sejam 04:00. E pare de ler revistas quando vai ao supermercado.

 

Beijinhos, La Bohemie.