Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

La Bohemie

Ensaio #3 O caminho é longo.

Vivo, hipnotizado

Pela nobreza das tuas palavras;

Acariciado

Pela leveza das metáforas.

 

Regendo-me sem leis nem regras

Acordando, vivendo, sorrindo;

Sobrevivendo a todas as refregas

Sem medo, simplesmente indo…

 

Constantemente questionado assim,

Pelo que sonho, pelo que sinto,

Por ti e não por mim,

Escondo-me, esquivo-me, minto…

 

Talvez vivendo,

Não sei, não quero saber.

Talvez sofrendo,

É possível, mas que hei-de fazer?

És tu que me indica o caminho,

Quem define a estrada do meu destino.

E esse caminho, tenho de percorrê-lo sozinho,

Indefeso, tal qual um menino.

 

Não o lamento,

Orgulho-te até.

Mesmo sob pena do eterno sofrimento,

Tenho apenas medo de perder a fé.

 

Coragem, meu bravo,

O caminho é longo e penoso!

Mas sinto-me como um Cravo

Num dia chuvoso.

 

Beijinhos, La Bohemie.